Schreiber-Bogen - Dampfschiff Sirius - 1/100

Código: SBO72496 Marca:
R$ 80,00
Comprar Estoque: Disponível
    • 1x de R$ 80,00 sem juros
    • 2x de R$ 40,00 sem juros
    • 3x de R$ 26,67 sem juros
    • 4x de R$ 20,00 sem juros
    • 5x de R$ 17,46
    • 6x de R$ 14,76
    • 7x de R$ 12,79
    • 8x de R$ 11,35
    • 9x de R$ 10,22
    • 10x de R$ 9,33
    • 11x de R$ 8,60
    • 12x de R$ 7,99
* Este prazo de entrega está considerando a disponibilidade do produto + prazo de entrega.

O SS Sirius era um navio a vapor com casco lateral de madeira, construído em 1837 por Robert Menzies & Sons de Leith, na Escócia, para a rota Londres-Cork operada pela Saint George Steam Packet Company. No ano seguinte, a companhia abriu o serviço de transporte transatlântico de passageiros a vapor quando foi fretada por duas viagens pela British and American Steam Navigation Company. Ao chegar a Nova York um dia antes do Great Western, ela geralmente é apontada como a primeira vencedora do Blue Riband (faixa azul), embora o termo não tenha sido usado até décadas depois. O Sirius media 54,4m de comprimento da proa à popa, capacidade para 412 toneladas de carga e era equipado com um motor a vapor de dois cilindros, construído pela Wingate & Co., dirigindo duas rodas de pás. O navio podia transportar no máximo 450 toneladas de carvão e atingia uma velocidade máxima de 12 nós (ou 22km/h). O Sirius, o maior dos vapores da empresa Saint George, foi projetado para o prestígiado serviço Cork-London, no qual começou em agosto de 1837. No momento em que Sirius foi concluído, outras duas empresas estavam construindo navios a vapor para transporte transatlântico de passageiros. A anglo-americana British Queen ficou para trás quando a empresa que construía seus motores faliu. A construção da rival Great Western continuou sem interrupção e ela estava pronta para sua primeira viagem em abril de 1838. Um dos diretores anglo-americanos sugeriu que a empresa fretasse o Sirius para derrotar o Great Western. Sobrecarregado de carvão e com 45 passageiros, o Sirius deixou Cork na Irlanda, em 4 de abril e chegou a Nova York após uma viagem de 18 dias, 4 horas e 22 minutos, a uma velocidade média de 8,03 nós. A duração normal de uma viagem para o oeste por pacotes de navegação era de 40 dias. Quando o carvão ficou baixo, a tripulação foi acusada pelos jornais de queimar móveis de cabine, pátios de reposição e um mastro, inspirando a sequência semelhante em Volta ao Mundo em Oitenta Dias, de Júlio Verne. Na realidade, a equipe conseguiu gerenciar e conservar os estoques de carvão queimando quatro barris de resina, e ainda restavam 15 toneladas de carvão na chegada a Nova York. O Great Western partiu de Avonmouth quatro dias depois do Sirius e ainda chegou um dia depois. Como o Sirius era claramente pequeno demais para a travessia Cork-Nova York, ele completou apenas mais uma viagem de ida e volta antes de retornar aos seus proprietários e, depois de uma viagem a São Petersburgo, retomou seu serviço regular da empresa St George, agora na rota Glasgow-Cork. Em 1839, o Almirantado Britânico lançou propostas para o serviço de correio transatlântico a Halifax. A St. George Steam Packet Company oferece 45 mil libras para um serviço mensal na rota Cork-Halifax, que incluia o Sirius. e 65 mil libras para um serviço mensal na rota Cork-Halifax-Nova York. A Great Western também oferece um serviço mensal de Bristol-Halifax-Nova York. No entanto, o Almirantado rejeitou as duas propostas porque nenhuma empresa ofereceu serviço quinzenal em sua resposta à oferta e o contrato foi finalmente concedido à Cunard. No final de 1840, Sirius foi enviado às docas secas da Gibson em Hull para novas caldeiras, mas permaneceu lá por mais de dois anos, pois a doca seca teve que ser especialmente prolongada. Em face de dificuldades financeiras, a empresa St George foi refinanciada em 1844, passando a fazer travessias para a Cidade de Cork e o Sirius manteve seu funcionamento no Mar da Irlanda. Sirius foi destruído em 1847. Em 16 de janeiro, em uma viagem de Dublin a Cork, saindo de Glasgow, com carga e passageiros, ela atingiu rochas em um denso nevoeiro em Ballycotton Bay, na Irlanda. O único barco salva-vidas lançado estava sobrecarregado; estava sendo inundado nos agitados mares irlandeses. Doze passageiros e dois tripulantes morreram afogados. Entanto, a maioria das 91 pessoas à bordo foi resgatada por cordas passadas para a costa. Por conta da perda do Sirius, a necessidade de um farol entre Old Head Kinsale e Hook Head na costa sul da Irlanda foi reconhecida. O farol de Ballycotton, na ilha de Ballycotton, foi construído nos anos seguintes e iluminado em 1851.

Modelo de montagem cartonado estilo fascículos em Paper Craft para recortar, dobrar e colar, impressos na Alemanha pela empresa Schreiber-Bogen.

R$ 80,00
Comprar Estoque: Disponível
Sobre a loja

A Hobby Trade Center está há mais de 25 anos no mercado de modelismo,comercializando kits plásticos para montar, miniaturas em metal (die cast),trens elétricos, brinquedos educativos, quebra cabeças em 3D entre outros produtos.. Em nossa empresa você irá encontrar a mais variada gama de produtos do ramo, um execelente atendimento, sempre com qualidade e agilidade!

Social
Pague com
Selos

HTC COMÉRCIO DE MODELISMO LTDA - CNPJ: 96.601.257/0001-78 © Todos os direitos reservados. 2020


Para continuar, informe seu e-mail